quinta-feira, setembro 11, 2008

SONETO DO CAMINHO

Disse o poeta em sua feliz canção:
O caminho se faz na caminhada.
É preciso ouvir a voz do coração
E seguir em harmoniosa toada...

O caminho pode ser duro, árduo e fugaz.
Mas (que importa?) se folhas cobrem o chão?
Haverá sempre um tapete para a paz
Enquanto houver a quem chamar de irmão.

Ah, caminho meu, caminho íngreme, difícil.
Caminho que se descobre a cada passo dado.
E o que era obstáculo vai se fazendo possível.

E a gente vai vivendo do caminho enamorado
Pisando sobre folhas, entre flores da estrada,
Neste caminho da vida, nesta breve caminhada.

Nova Friburgo, 27 de Novembro de 2006 (11h26min).

Um comentário:

Polêmica disse...

A vida só fica difícil quando não temos amigos. Mas, enquanto tivermos amigos para aliviar a dura estrada de pedras e buracos da nossa caminhada, seguiremos com alegria sem desistir!

Beijinhos!